quinta-feira, agosto 19, 2004

Celebração

Devorá-lo: eis o que mais gosto.
Delicio-o com tal voracidade que chego a sentir vertigens, tonturas. Junto a isso, uma vontade quase infantil de gargalhar explode.
Festejo sua presença. Bebo sua saliva. Danço em seu corpo.
Volakis

Um comentário:

Alessandra Espínola disse...

Nossa Lu, como amei essa!! Foto e poema! Beijos carinhosos!