quarta-feira, março 30, 2005


Partidas. Partições. Estilhaços. Fragmentos. Versões.

Palavras que me resumem mas não dão a medida de quem sou, fui, serei e das muitas outras que habitam em mim.

É tanto braço, perna, olhos, bocas. Tantos corpos no meu. Quem sou eu? Eu sou?

Se uma parte serena, outra vocifera, outra dança, outra ainda observa, somente.

Conscientes desses deformações, seguimos resilientes, devolvendo ao mundo socos, pontapés, risadas, músicas e uma boa dose de inquietude.
Image hosted by Photobucket.com

Um comentário:

Alessandra Espínola disse...

Você deixa as palavras tontas... images maravilhosas!! Abração!