terça-feira, abril 08, 2008

Espasmos # 5

E alguém sussurrou, ao longe, algo que me pareceu ser assim:

“Diante do Tempo, a vida
pode parecer uma irrelevância
(Talvez o seja mesmo).
O que fazer se o irrelevante
é tudo o que possuo?
Fechar uma porta,
Apagar a luz
Faz toda a diferença.
Não tenho a eternidade para saber...”

2 comentários:

CeciLia disse...

Lu, minha Lu

Boa leitura, essa. Sim, o irrelevante faz toda a diferença. Diante disso ainda prefiro abrir a porta e acender luzes. (Tenho medos do escuro do Tempo e da Vida).
Beijo na alma
Lia

Lu disse...

Minha Lia,
Não dá para titubear, caso contrário, o tempo zapt!: apanha-nos pelas mãos.
Beijo cheio de saudade,