sábado, julho 01, 2006

Is it a joke?

Cinematografia:

- This will hurt.
- Why isn't love enough?
- I fell in love with her, Alice.
- Oh, as if you had no choice? There's a moment, there's always a moment, "I can do this, I can give into this, or I can resist it", and I don't know when your moment was, but I bet there was one.

A vida na sua brutalidade:

- Sim, nos afeta porque amamos...eu fico louca de pensar que alguém está desfrutando um cheiro, um beijo, da pessoa que eu amo...a gente tem o amor como a terminação nervosa.
- Descobri que pessoas não andam; bailam.
- Eu pensei, as pessoas não andam, elas são como as borboletas...tocam levemente o chão e por pouco tempo.
- Somos a nossa melhor piada e isso na verdade é puro desespero. Rir de nós antes que alguém note as feridinhas.
- As minhas feridas eu mesma lambo.
- Verdade... sou lúcida demais para ser feliz.
- As pessoas não estão preparadas para os lúcidos.
- O caminho tem pedras.

Obrigada, Camila!

8 comentários:

Anônimo disse...

somos toda coração. tum-tum-tum.

Camila

Lu disse...

E como somos, Mila! Seria bom tirá-lo do peito em alguns momentos, but...
Beijão

adelaide amorim disse...

Horas de desacordo com o resto do mundo, né? Conheço ;) Beijo pra você.

Mendes Ferreira disse...

lúcida demais.............





excelente!




abraço.

Lu disse...

Ou o mundo em desacordo comigo...rs. O que dá no mesmo. Beijos, Dade.

Mendes, tão bom receber a visita dos amigos de Portugal. Obrigada.

Mendes Ferreira disse...

e não há????????????



Não!!!!!!!!!!!!!


beijo.

Marcos disse...

Se os caminhos têm pedras, voemos sobre elas, como as borboletas.

Lu disse...

Puxa, Marcos, quanto tempo, hein? Tanta coisa aconteceu e acabou me deixando distante do ciberespaço... aos poucos, eu volto.
Temos muito o que aprender com as borboletas... Beijo.