terça-feira, julho 26, 2005

Olhar-se no espelho e perceber, sem subterfúgios, que as mudanças ocorrem. Olhar-se e não sentir dor, apenas ter a serenidade de constatar que as transformações não param de acontecer.

Foi assim com ela.
Acordou hoje pela manhã e olhou-se no espelho. Encantou-se com aquela marquinha de expressão quando sorriu; apreciou o contorno do seu rosto do jeito que é agora; redescobriu o prazer de passar o batom pelos lábios, até achou charmoso aquele sulco suave no canto dos olhos.

Sua fome de mundo já é outra ou, pelo menos, manifesta-se diferentemente.

Contemplou a si mesma com doçura e pensou: “adeus afobações e ansiedades” .
Fez tudo mansamente, tateando a tez, distraída.

Beijou o espelho, marcando-o de vermelho, como quem deixa um lembrete de algo que não pode ser ignorado ou negligenciado.

- Não posso esquecer de mim. Feliz ano novo!

6 comentários:

RMello disse...

Beleza de imagem Lu. Como um sorriso sendo desenhado pela passagem do batom vermelho nos lábios...

Beijo.

Lu disse...

Rodrigo, eu costumo ser confessional, mas evito ser autobiográfica, contudo, esse textinho foi uma homenagem aos tantos amigos que compartilham a vida comigo, pela generosidade que eles têm em me fazer feliz, não importando se estão longe ou perto. Envelhecer ao lado deles é uma honra. E a cada aniversário me sinto assim, mais inteira. Beijo.

Anônimo disse...

não esqueça.

Camila
eloquencia.blogger.com.br

v. LEAL BARROS disse...

fico feliz...ela não é mais uma menina...amadureceu...percebeu os encantos de ser mulher...a vida virá tranquilamente...ela aceitou o crescimento

beijo

Nayá Fonseca disse...

Lu! Lembrei do seu aniversário, mas não deu tempo de mandar um e-mail. Continuo sempre acompanhando seus textos.
Saudades! Beijo enorme. Yayá

Lu disse...

Camila, essa é uma promessa a ser renovada todo dia :)// Vítor, acho que ela lembrou que toda larva um dia vira borboleta!// Yayá, minha flor!!! Obrigada pela lembrança. Saudades muitas de ti. Quando vou conhecer o teu Hugo, hein?// Beijos.